domingo, 2 de junho de 2013

“NO CAMINHO DE EMAÚS”

“LEIA ESTA MENSAGEM, ELA EDIFICARÁ SUA VIDA”. TEXTO: Lucas – 24: 13 a 31 13. Naquele mesmo dia, dois deles estavam indo para um povoado chamado Emaús, a onze quilômetros de Jerusalém. 14. No caminho, conversavam a respeito de tudo o que havia acontecido. 15. Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles; 16. mas os olhos deles foram impedidos de reconhecê-lo. 17. Ele lhes perguntou: "Sobre o que vocês estão discutindo enquanto caminham?" Eles pararam, com os rostos entristecidos. 18. Um deles, chamado Cleopas, perguntou-lhe: "Você é o único visitante em Jerusalém que não sabe das coisas que ali aconteceram nestes dias?" 19. "Que coisas?", perguntou ele. "O que aconteceu com Jesus de Nazaré", responderam eles. "Ele era um profeta, poderoso em palavras e em obras diante de Deus e de todo o povo. 20. Os chefes dos sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram; 21. e nós esperávamos que era ele que ia trazer a redenção a Israel. E hoje é o terceiro dia desde que tudo isso aconteceu. 22. Algumas das mulheres entre nós nos deram um susto hoje. Foram de manhã bem cedo ao sepulcro 23. e não acharam o corpo dele. Voltaram e nos contaram ter tido uma visão de anjos, que disseram que ele está vivo. 24. Alguns dos nossos companheiros foram ao sepulcro e encontraram tudo exatamente como as mulheres tinham dito, mas não o viram." 25. Ele lhes disse: "Como vocês custam a entender e como demoram a crer em tudo o que os profetas falaram! 26. Não devia o Cristo sofrer estas coisas, para entrar na sua glória?" 27. E, começando por Moisés e todos os profetas, explicou-lhes o que constava a respeito dele em todas as Escrituras. 28. Ao se aproximarem do povoado para o qual estavam indo, Jesus fez como quem ia mais adiante. 29. Mas eles insistiram muito com ele: "Fique conosco, pois a noite já vem; o dia já está quase findando". Então, ele entrou para ficar com eles. 30. Quando estava à mesa com eles, tomou o pão, deu graças, partiu-o e o deu a eles. 31. Então os olhos deles foram abertos e o reconheceram, e ele desapareceu da vista deles. Ø INTRODUÇÃO Sou um grande apaixonado pela palavra de Deus e a Ele tenho pedido mensagens para levar para a igreja e o mundo. Deus tem sido misericordioso para com minha vida e me dado mensagens que tem tocado muitos corações e sei que mais uma vez tenho da parte de Deus para todos os leitores dessa mensagem um verdadeiro manjar de Deus, para que nossas vidas espirituais estejam fortificadas e assim capacitadas para os embates do dia a dia. A mensagem que você ira ver é uma palavra simples, mas grandemente poderosa para as vidas de mortais pecadores, mas dentro dessa mensagem está o segredo para uma vida vitoriosa e poderosa para aqueles que nela crerem. Outro dia eu li um texto que contava uma pequena história que mexeu com meu pequeno coração e gostaria de compartilhar com todos. Diz assim: “Certo dia um pai passeava com seu filhinho de oito anos, e em dado momento o filho olhou para seu pai e lhe fez uma pergunta: __ Papai, qual o tamanho de Deus? O pai com muita sabedoria olhou para a criança, surpreso pela pergunta e respondeu: __ Olha para o céu. Vê aquele avião no horizonte? __ Sim papai! __ Qual o tamanho dele meu filho? Perguntou o pai. __ É muito pequenino meu papai! Respondeu o menino. Momentos depois o pai levou seu filho até um aeroporto e chegando perto de um BOING perguntou novamente ao menino. __ Qual o tamanho desse avião meu filho? __ É imenso papai! Respondeu o filho. Então o pai concluiu: __ Assim também é para com Deus, pois o tamanho de Deus depende da distância que estivermos dEle. Se estivermos perto dEle, Ele será um grande Deus para conosco, mas se estivermos longe dEle, Ele também parecerá pequeno em nossas vidas.” Abra seu coração e receba a palavra de Deus em sua vida. Ø A HISTÓRIA Nos dias de Jesus não havia muitas grandes cidades, mas sim muitos vilarejos e aldeias chamados de cidades e uma delas era Emaús Aldeia de uma localização um tanto incerta, biblicamente ficava na região da Judéia e alguns arqueólogos acreditam que distava cerca de 11km a noroeste de Jerusalém. O seu nome traduzido do Hebraico significa “Riacho quente”. Segundo o evangelho de Lucas, dentre as duas pessoas que caminhavam para Emaus estava um homem chamado Cleopas (vr.18), que de acordo com os historiadores era irmão de José o pai adotivo de Jesus e já no evangelho de João lemos que Cleopas tinha uma esposa que era irmã de Maria esposa de José, mãe de Jesus (João 19:25), desta maneira Cleopas era tio de Jesus, era alguém que conhecia o mestre de perto e que por várias vezes o viu pregar sobre a verdade. Também a titulo de curiosidade alguns historiadores afirmam que Cleopas era dono de uma marcenaria em Nazaré, na qual seu irmão trabalhava, e se isso for verdade então podemos afirmar com mais propriedade a pobreza da família de Jesus, cujo pai José era então um empregado de seu irmão, ou um sócio. Então isso nos leva a crer que naquele dia caminhavam juntos marido e mulher, chamados de discípulos fazendo referência que ambos eram seguidores de Jesus e que seguiam para a casa estando ambos tristes e cabisbaixos, pois estavam tristes pela morte cruel e injusta dada ao sobrinho amado, que acreditavam ser o libertador, aquele que iria tirar a o julgo que Roma colocara sobre Israel (vr.21). Algo importante de se frisar neste contexto é que a bíblia relata que naquele mesmo dia (vr.13) Cleopas e Maria voltavam para Emaus, ou seja, no dia da ressurreição, no domingo, voltavam para a casa, três dias depois da morte de Jesus. Se Emaus ficava distante de Jerusalém cerca de 11Km e uma pessoa caminhando em passos normais pode percorrer um quilômetro a cada vinte minutos, então provavelmente a caminhada de Jerusalém até Emaus poderia durar cerca de três horas e quarenta minutos e ainda acredito que a caminhada se iniciou após o horário do almoço, pois Maria esposa de Cleopas ainda teria ido ao sepulcro antes de caminhar para Emaus (vr.33) e ao insistirem com Jesus para que entrasse em Emaus afirmam que já estava próximo o por do sol. O texto em destaque afirma que enquanto caminhavam ambos conversavam e discutiam entre si, ou seja, falavam e em alguns pontos discordavam sobre o ocorrido, então alguém apareceu era um homem simples e com olhar manso. Alguém que eles não conheciam se fez presente entre o casal e com uma pergunta o moço entra na conversa no caminho de Emaus. u, querendo dominatodos olhavam para Israel como um troffade medilcre; s na bpo; Ø CONVERSANDO COM UM ESTRANHO CONHECIDO Tanto Cleopas como Maria eram seguidores do mestre Jesus, pois a bíblia os chama de discípulos, e assim sendo é plausível afirmar que conheciam a Jesus e muito bem, mas na tarde daquele dia ao iniciarem a caminhada seus corações estavam cheios de tristeza, desanimo, frustrações, pois a esperança havia morrido. Ainda hoje pessoas caminham assim com sentimentos de derrota e pensam que já não há mais salvação, que já não há mais uma saída sequer. Pessoas andando pelo caminho em uma caminhada debaixo de um sol escaldante que olham para seus casamentos, para suas empresas, para suas famílias, pensando que tudo está acabado e o melhor a fazer é desistir e voltar para casa. Notem que nem Cleopas e nem Maria conheceram a Jesus. Nem mesmo sendo a mulher uma pessoa muito mais sensitiva que o homem ela não percebeu que era o mestre, e continuaram conversando com o homem mesmo que para eles não passasse de um estranho no meio do caminho, e ainda o chamaram a atenção do moço o comparando a um visitante, um peregrino na região. O mais engraçado é que basta olharmos para os lados e iremos ver inúmeras pessoas que pensam estar ao lado de Jesus, mas na verdade Jesus para eles não passa de um visitante e peregrino. Alguém que ao invés receber a palavra acaba por querer pregar para Jesus. Pessoas que se acham pastores e cantores que já não conhecem mais a presença de Jesus, já não percebem quando Jesus se aproxima delas e continuam caminhando sozinhos e cabisbaixos rumo ao abismo. No caminho para Emaus Jesus começa a discorrer sobre as profecias e sobre tudo que Ele mesmo havia pregado, talvez para que eles reconhecem quem era que estava ali ao seu lado. Jesus acabara de ressuscitar e ele não havia mudado em nada, mas a tristeza e a frustração os cegaram e os impediram de reconhecê-lo. Precisamos ouvir a doce voz de Jesus e deixar que todo mal saia do interior de nossos corações, que por muitas lutas e tempestades da vida acabam por ficarem enegrecidos e fracos, nos tirando o sentido da percepção da presença do Senhor Jesus ao lado de nossas vidas. Precisamos pregar a palavra da salvação, e não a teoria da prosperidade, ou qualquer oferta de sacrifício sacerdotal, ou qualquer outro nome que colocamos para tocar nos corações tristes e desesperançosos que entram nas igrejas em busca de Jesus, que é a salvação para todos os males. Deus não criou o homem para ser rico e sim feliz. Jesus está ao nosso lado seja qual for o caminho que estejamos trilhando, que não seja o pecado. Ø CONVIDANDO JESUS PARA ENTRAR EM CASA Ao chegarem à entrada de Emaus, e depois de terem ouvido Jesus por cerca de mais de três horas e meia, e, diga-se de passagem, uma grande benção, pois Jesus pregou para aquele casal por um longo tempo. Então aquele casal movido pela palavra que o estranho falava, e mesmo sem ainda reconhecerem que era Jesus, eles não convidaram a Jesus para entrar, mas a bíblia diz que eles insistiram muito, para que não fosse embora, mas entrasse com eles e repousassem em casa deles. Amados irmãos, muitas vezes precisamos reconhecer qual é a boa palavra que os mensageiros estão pregando, pois a corrida para ver quem é o pastor mais rico já começou e isso vai destruí-los, mas a nós cabe avaliarmos a verdade e assim termos nossos olhos sempre bem abertos, pois é assim que iremos tomar a atitude certa que nos levará e nos colocará diante da benção, de Jesus. Eu sou um pregador preocupado com o que realmente é que o Senhor quer que falemos ao povo, pois o Eterno não está preocupado com quantidade, mas sim com a qualidade de seu povo. Por isso como pastor quero levar a todos uma mensagem verdadeira e eficaz. Eles estavam com seus corações tristes e cheios de amargura pela morte do mestre, mas ainda eram seguidores do mestre, e por isso souberam ouvir a palavra e valorizar a boa e agradável mensagem do mestre. Por isso precisamos abrir nossos ouvidos e nossos olhos e entendermos que ainda somos seguidores de Jesus e não desses homens que só querem enriquecer seus bolsos, fazendo da igreja uma empresa, e não obedecendo a palavra do mestre quando Ele disse que ela, a igreja, seria chamada de A casa de Oração, e não “um grande negócio”. Insista hoje com a palavra de Deus e a faça entrar em seu coração, e não importa como você está se triste, fracassado, doente ou em qualquer outro estado físico ou psicológico, convide a palavra do Senhor para fazer morada em ti. Ø RECONHECENDO QUE ERA JESUS Então depois de muito insistirem, e com argumentos plausíveis e convincentes, eles convencem a Jesus que resolve entrar com eles em casa, mas algo surpreendente acontece dentro da casa de Cleopas, pois a narrativa nos mostra que em dado momento os olhos de Maria e Cleopas se abriram, e então eles reconheceram que era Jesus o Salvador, o mestre, o Rabi, o Senhor. Então ambos tiveram uma atitude surpreendente, a de voltar a Jerusalém e contar a todos que o mestre estava vivo e esteve em casa deles. Mas qual foi o momento que se deu esse reconhecimento? O que aconteceu que levou aquele casal a reconhecer que era Jesus? Por que ao reconhecerem que era o mestre Ele desapareceu? Eu sempre digo que não são as resposta que movem o mundo, mas sim as perguntas. E de acordo com aquilo que Deus colocou em meu coração para ministrar para a igreja, eu também compartilho agora com cada leitor dessa mensagem. Por isso preste bem a atenção no que vai ler agora, isso pode mudar sua vida. Ao aceitar o convite de ser hóspede na casa de Cleopas e Maria, o coração de Jesus se alegra, pois ele conhecia os costumes judaicos e sabia o que iria acontecer naquele dia e também agora, nesse momento enquanto você lê esta mensagem. Veja bem. No costume judaico era o patriarca que se assentava na cabeceira da mesa e somente após o patriarca se sentar os demais membros da família que estavam em volta da mesa poderiam se assentar, e também era o patriarca que fazia a oração ao Eterno agradecendo pelo pão e pelo vinho, vinho este que era para eles como o café é para nós, claro que não era uma bebida fermentada misturada com álcool, mas apenas o suco da uva. Então após a oração o patriarca que estava na cabeceira da mesa, partia e distribuía o pão a todos de forma que a maior parte do pão ficasse sempre com o patriarca, ou seja, o pai. Mas naquele dia algo diferente estava para acontecer. Ainda dentro dos costumes judaicos quando uma visita nobre era recebida em casa de um judeu, eram dadas a ele a honra de se assentar no lugar do pai e fazer a vez do patriarca. Então Jesus recebeu esta honra e se assentou no lugar de Cleopas, fazendo com que Cleopas se assentasse a sua esquerda que era o lugar do primogênito e assim ficando de frente com Maria sua mulher, pois o lugar da mulher era à direita do patriarca do outro lado da mesa. Então Jesus toma o pão e faz uma oração e no partir do pão eles, Cleopas e Maria reconheceram que aquele que estava em sua casa era o mestre ressurreto, e quando Cleopas olha para sua amada esposa eles não perceberam, mas Jesus havia desaparecido e quando eles dão conta de tudo, se virando para falar algo para Jesus eles perceberam que Ele havia desaparecido. Mas o que aconteceu de tão diferente na atitude de Jesus que fez com que eles percebessem que realmente se tratava do Senhor Jesus? Eu te respondo: Foi o partir do pão! Como eu disse, era costume que no partir do pão o patriarca ficasse com a maior parte, mas Jesus sempre fez diferente, pois todas as vezes que Ele se sentava a mesa e como um Rabi que era, para orar e abençoar, Ele nunca ficou com a maior parte, ao contrário, Ele ficava com a menor parte e as grandes partes dava aos que ali estavam assentados. Então quando aquele homem partiu o pão e fica com a menor parte, Cleopas olha para Maria e percebem que se tratava do Senhor Jesus o verdadeiro Yeshua Natzaret. Ø CONCLUSÃO Tudo começou no caminho para Emaus. Em um dia triste Ele veio e participou da conversa e seu coração estava radiante mesmo estando o coração de Cleopas e Maria escurecidos, Ele veio, e foi mais além, ele ministrou uma palavra para aquele casal, e foi mais longe, Ele aceitou comer na casa daquele casal, e foi ainda mais longe, Ele aceitou o local de honra, e foi ainda mais longe, Ele partiu o pão ficando com a menor parte, dando a Cleopas e Maria a maior porção do pão. Talvez hoje você esteja no meio do caminho para Emaus, e precisa da companhia de Jesus e Ele esta chegando até você através desta mensagem, somente para lhe dizer que Ele tem a poção maior de pão para dar a sua vida, mas faça tudo do jeito que tem que ser feito para agradar o Senhor Jesus, pois Ele é o mesmo ontem, hoje e será eternamente.

Nenhum comentário: